Home |
Navegue aqui por todas as seções FALE CONOSCO
O Projeto de Restauro
Informativo
Publicações

Em 2006, o Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira - IMIP  assume o compromisso junto à comunidade pernambucana e à Santa Casa de Misericórdia, de restaurar o antigo Hospital Pedro II. Desde então, vem trabalhando nesse sentido e, como primeiro passo, tivemos a elaboração do projeto de restauro, que ficou sobre os cuidados do arquiteto Jorge Passos, conforme podemos acompanhar a seguir:

Vista, em vôo de pássaro, do futuro Hospital Pedro II após as obras de restauro

As diretrizes apresentadas para o restauro de Hospital Pedro II pretendem preservar os atributos que lhe dão o caráter de excepcionalidade por seu valor funcional, estético, científico e social contidos no projeto elaborado por Mamede Ferreira em 1847, bem como do edifício inaugurado em 1861.  A intervenção também possíbilitará a preservação de aspectos significativos da historia do prédio revelados pelas diversas transformações ocorridas ao longo de sua existência até os dias atuais, nas proximidades do seu sesquicentenário.  Assim, acredita-se estar propiciando o reconhecimento de importantes aspectos do passado para que os mesmos sejam conhecidos pelas futuras gerações.

Estas diretrizes fundamentam-se nos princípios contidos nas Cartas Patrimoniais.  Estes documentos, muitos dos quais firmados internacionalmente, representam tentativas que vão além do estabelecimento de normas e procedimentos. Na verdade, eles criam e circunscrevem conceitos, às vezes globais, outras vezes locais. Especificamente, são recomendações que dizem respeito, entre outros temas, àqueles ligados à preservação e conservação dos chamados Bens Culturais.

Objetivos do Projeto

No geral, pretende-se compatibilizar a preservação do antigo edifício do Hospital Pedro II com as exigências impostas pelo novo uso, que conterá a Unidade Geral de Transplantes (com bloco cirúrgico, UTI pós-transplante, ambulatórios e enfermarias), Serviço de Radioterapia, o Serviço de Hemodiálise, o Serviço de Fisioterapia Motora, o Serviço de Arquivo Médico e Estatística, a Presidência do IMIP, a Fundação Alice Figueira, o Memorial de Saúde Materno Infantil "Professor Fernando Figueira", atividades assistenciais e a Escola Politécnica de Saúde de Pernambuco.

No específico, objetiva-se estabelecer as condições necessárias para adequação do velho edifício para que abrigue programa e uso diferentes do original para o qual foi construído. Modernizando as instalações para o pleno atendimento das exigências atuais, tanto de funcionamento como das normatizações técnicas.

A eficiente adequação do edifício antigo para o novo uso certamente oferecerá meios que garantam sua sustentabilidade, suporte fundamental para a preservação.

Paralelamente, foca-se a preservação na manutenção dos elementos arquitetônicos essenciais que caracterizam o projeto de Mamede Ferreira e que foram construídos em diferentes épocas. Dentre estes pode-se ressaltar: volumetria; modenatura; concepção dos espaços internos e pátios; ambiência;  aberturas; sistema de cobertura, como também a tecnologia construtiva e materiais tradicionais.

Este propósito exigirá a subtração de elementos, que aqui são reconhecidos como descaracterizadores e, em época recente, foram construídos de maneira improvisada e desordenada, comprometendo a compreensão da concepção original do edifício. 


 


[ Conheça o IMIP | Assistência e Saúde | Ensino | Pesquisa | Extensão Comunitária | Dicas de Saúde | Novidades | Como Ajudar o IMIP ]
Tel. (81) 2122.4100 - Fax: (81) 2122.4703 - E-mail: imip@imip.org.br - Caixa Postal 1393